Apple Muda Chips do Mac para ARM

A Apple anuncia a mudança dos processadores Intel para os seus próprios chips baseados em ARM para computadores Mac na WWDC 2020 no final deste mês. O novo desenvolvimento ocorre meses após a empresa Cupertino ter planos de lançar “vários” notebooks e desktops Mac baseados em ARM em 2021. Ao adotar estes novos chips, a Apple poderá reduzir os custos de processador nas suas máquinas em 40 a 60%, sugerem relatórios elaborados. Os App developers que criam aplicações macOS, no entanto, precisarão de fazer algumas alterações para poderem oferecer o suporte necessário ao novo hardware.

O anúncio na WWDC 2020 daria aos third-party app developers algum tempo para se adaptarem às mudanças antes do lançamento das novas máquinas Mac baseadas em chips ARM, previstas para 2021, relata o Bloomberg. Pode haver algumas mudanças no plano, pois a transição do hardware não acontecerá tão cedo.

A Mudança já estava planeada desde 2014

A Apple planeia há algum tempo mudar da Intel para os chips ARM nos seus computadores Mac, com alguns relatórios sugerindo a mudança em 2014. Acredita-se que faça parte do projeto “Kalamata” da empresa. Pelo menos três dos processadores nativos da Apple estão em andamento, sendo que o primeiro baseado no chip A14 alimentaria o iPhone 12.

Além de se tornarem a principal unidade de processamento, estes novos chips da Apple, baseados na arquitetura ARM, teriam uma unidade de processamento gráfico e um Neural Engine compatível com o machine learning e várias tarefas de inteligência artificial (IA). A empresa de semicondutores de Taiwan – Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) – construirá os novos processadores usando uma técnica de produção de 5 nanómetros.

Em 2018, de acordo com o relatório a Apple, foi desenvolvido um processador Mac baseado no chip do iPad Pro para testes internos. Estes testes ajudaram a empresa a decidir o plano final que será revelado na WWDC nas próximas semanas.

Tempos difíceis para a Intel?

A mudança para os chips personalizados, baseados em ARM, pode tornar o mercado ainda mais difícil para a Intel, visto que será a primeira vez na história que um Mac não terá um processador Intel Core. É provável que outros fabricantes de PCs comecem também a separar-se, devido a esta mudança.

Em 2017, a rival da Apple e a fabricante de Windows Microsoft fizeram uma parceria com a Qualcomm para trazer os PCs “Always Connected” baseados nos chips Snapdragon baseados em ARM. Empresas como Asus e HP também adotaram o conceito inicial ao lançar os seus novos notebooks com conectividade 4G e bateria com autonomia de até 20 horas. A fabricante de chips de San Diego também convenceu os fabricantes ao lançar os seus novos chips Snapdragon, dando suporte à nova experiência.

Devido ao coronavírus, a Apple irá realizar o evento WWDC em streaming. A conferência ocorrerá entre os dias 22 e 26 de junho.

ARTIGOS RECENTES

Tudo Sobre o OnePlus Nord 2

O sucessor de um dos smartphones mais bem sucedidos de sempre foi lançado oficialmente. Descobre tudo sobre o OnePlus Nord 2.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *