O Headset RV da Apple Poderá Ser Lançado em Janeiro

Um analista partilhou datas específicas de lançamento do headset VR da Apple.

O headset de realidade combinada da Apple já há muito tempo referido na internet, que alegadamente oferecerá uma combinação de experiências de realidade aumentada e virtual, será “provavelmente lançado” em janeiro de 2023, de acordo com o respeitado analista da Apple Ming-Chi Kuo. Numa nova nota do analista verificada pelo site 9to5Mac, Kuo refere que o auricular é “o produto mais complicado que a Apple alguma vez concebeu”, mas que o seu lançamento poderá ajudar a alimentar o “crescimento rápido” no mercado de visores montados na cabeça.

De facto, se olharmos para todas as empresas que estão atualmente a desenvolver este tipo de headset VR, parece estarmos na iminência de lançamentos em massa por parte de grandes marcas, o que poderá, efetivamente, proporcionar todas as condições para o surgimento e/ou crescimento deste mercado.

Não é a primeira vez que Kuo prevê quando os auscultadores da Apple poderão ser lançados, mas as previsões anteriores tiveram janelas de lançamento muito mais amplas. No ano passado, disse que poderíamos ver o headset lançado a dada altura em 2022, algo que é improvável por esta altura. Este mês previu que o lançamento poderia ocorrer a qualquer momento durante o segundo trimestre do próximo ano. Isto não garante que de facto isto suceda, mas apontar um período de tempo tão específico é uma forte demonstração de confiança por parte do analista.

Os headset da Apple poderá ter este aspecto - Imagem: The Information

A publicação desta informação coincide com muita atividade relatada em torno do headset na Apple. O conselho de administração da empresa terá experimentado o headset no início de maio, as menções ao software RealityOS do headset estão a aparecer no código da Apple e a aparecer em aplicações de marca registada, e o CEO da Apple, Tim Cook, deixou pistas recentemente sobre anúncios de realidade aumentada para breve.

Vários relatos ao longo dos anos têm tentado lançar luz sobre o headset esquivo da Apple. Segundo um relato recente no The Information, este funcionará como um dispositivo autónomo em vez de precisar de estar ligado a um computador e poderá ter até 14 câmaras para seguir o nosso movimento. Internamente, terá um processador com uma potência de processamento semelhante aos chips M1 encontrados em Macs recentes, embora quando se trata de energia não esteja claro se a sua bateria será utilizável no corpo do utilizador, ou incorporada no próprio headset.

Enquanto Kuo prevê que a Apple está prestes a dar um grande salto no espaço dos headsets de realidade combinada, espera que o seu principal concorrente Meta dê um passo atrás. Kuo espera que a empresa, anteriormente conhecida como Facebook, reduza o seu investimento a curto prazo em hardware RV para se concentrar no seu negócio de publicidade, apesar da Meta ter recentemente mostrado uma série de protótipos de headsets RV que está a desenvolver.

ARTIGOS RECENTES

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *