AMD, Intel e Nvidia Suportam DirectStorage 1.1 para Reduzir os Tempos de Carregamento de Jogos

Agora, caberá apenas aos desenvolvedores de jogos incorporar DirectStorage 1.1 nos seus títulos para que uma placa gráfica possa tirar partido do novo processo de descompressão de dados.

Como publicamos aqui no mês passado, a Microsoft preparava o lançamento do DirectStorage 1.1, uma forma de reduzir significativamente os tempos de carregamento dos jogos para PC, e foi agora lançado. Todos os principais fornecedores de placas gráficas decidiram apoiá-lo.

O apoio foi imediato e m conjunto com o lançamento, AMD, Intel, e Nvidia começaram a publicar drivers de software para as suas placas gráficas para utilizar DirectStorage 1.1. 

A Microsoft acrescentou que os produtos GPU que conseguem executar “DirectX 12 + Shader Model 6.0”, que foi lançado há cerca de cinco anos, deverão ser capazes de suportar DirectStorage 1.1.

O DirectStorage 1.1 aproveita a GPU de um PC para acelerar os tempos de carregamento dos jogos para PC. O software foi concebido para abordar a forma como os jogos existentes dependem da CPU para descomprimir os activos digitais durante a fase de carregamento, o que pode criar o chamado bottleneck, ou estrangulamento.

Produção de dados em vários formatos comprimidos de dados em comparação com os escalonamentos de tamanhos variáveis

Para corrigir isto, a Microsoft criou o DirectStorage 1.1 para utilizar a placa gráfica do PC para tratar do processo de descompressão de dados, libertando o processador para se concentrar noutras tarefas. Além disso, a Microsoft trabalhou com a Nvidia para desenvolver um novo formato de compressão de dados chamado GDeflate, que foi optimizado para trabalhar com placas gráficas quando se trata de carregar recursos de jogo.

A Intel está a promover alguns dos benefícios de desempenho da utilização da nova abordagem, dizendo que os tempos de cerregamento poderão ser reduzidos em mais de metade. A empresa mostrou também screenshots do DirectStorage 1.1 a carregar 9,14GB de dados em apenas 0,42 segundos, uma melhoria em relação aos 1,16 segundos com os métodos de descompressão de dados existentes que dependem do processador.

Num artigo de blog, a empresa escreveu: “como mostrado, o DirectStorage 1.1, com a stack de software Intel-optimizado, fornece uma melhoria de 2,7x sobre um percurso acelerado não-GPU para a carga de trabalho acima referida a correr num CPU de 16 núcleos”

Contudo, caberá aos desenvolvedores de jogos integrar o DirectStorage 1.1 antes que qualquer PC possa ver os benefícios, disse a AMD. Isto poderá demorar ainda algum tempo. A versão anterior, DirectStorage 1.0, que permite a um PC utilizar a unidade de armazenamento NVME para acelerar os tempos de carga, só foi adoptada até agora num jogo chamado Forspoken.

ARTIGOS RECENTES

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *