Google Maps: Vai Ser Possível Pagar Transportes Públicos e Estacionamento

O Google Maps está a adicionar algumas novas especificações à sua aplicação: a capacidade de pagar o estacionamento ou o bilhete dos transportes públicos.

Os serviços Passport e ParkMobile permitem localizar, pagar e reabastecer parquímetros ou taxas de estacionamento por meio da aplicação num smartphone. De acordo com a empresa basta tocar no botão “Pagar estacionamento” que aparece quando se aproxima do destino. De seguida, é necessário indicar o tempo que vais ficar nesse local e depois clicar em “Pagar”. Com um simples toque é possível prolongar o tempo de estacionamento.

Esta nova função estará disponível em mais de 400 cidades nos Estados Unidos, incluindo Boston, Cincinnati, Houston, Los Angeles, Nova York, Washington, DC e mais, disse o Google. Os utilizadores de smartphones Android obterão a funcionalidade primeiro, com os proprietários de iPhone em breve.

Se estiveres a pesquisar rotas de transporte público no Google Maps, terás uma opção para comprar o bilhete. Esta será uma função semelhante à do estacionamento, os utilizadores vão precisar de uma conta do Google Pay associada ao cartão de crédito ou débito válido para fazer a transação.

Diversas agências de transporte público estão a modernizar os seus métodos de cobrança de tarifas para incluir meios sem contacto ou toque físico para pagar, como Google Pay e Apple Pay. Cartões de transporte como o Oyster, em Londres, ou o cartão Clipper, em São Francisco, também já começaram a trabalhar com a Apple e o Google Pay para integrar estes passes de pagamento nas suas aplicações.

Esta é a novidade mais recente do Google Maps para se tornar mais amigável dos automobilistas e dos passageiros de transporte público. Em 2019, através do Maps já era possível rever a lotação do transporte público, autocarro ou metro. Também adicionou a opção de rever rotas de transporte público com opções de bicicleta e partilha de boleias.

A Google não é a única a incentivar os utilizadores a usar transportes públicos. O Uber e o Lyft começaram recentemente a integrar as direções de trânsito nas respetivas aplicações. Em Denver já é possível comprar bilhetes de comboio usando a conta do Uber. Ambas as empresas estão a criar algoritmos sofisticados que dependem de resmas de dados de agências de trânsito relativos a rotas e horários. Além disso, é uma corrida entre os gigantes da tecnologia para se tornarem um balcão único para o transporte.

ARTIGOS RECENTES

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *