Intel Avisa Sobre Escassez de CPUs Iminente

Mais um grande nome do mercado de eletrónica anuncia problemas na produção de material.

Os avisos de escassez de chips para produção de praticamente todos os produtos eletrónicos têm sido uma constante ao longo deste ano e a Intel parece também não ter escapado a este problema. A Intel comunicou agora que a disponibilidade dos seus processadores será muito escassa brevemente.

George Davis, o CFO da Intel, diz que a empresa enfrentará grandes problemas de stock no terceiro trimestre deste ano, que começou este mês e estende-se até final de setembro. Este aviso vem no seguimento dos comentários do CEO, Pat Gelsinger, que referiu que a escassez global de chips deverá manter-se durante mais um ou dois anos, provavelmente até 2023.

Davis comentou que “espera-se que a escassez persistente de componentes e substratos em toda a indústria reduza as receitas do CCG (Cliente Computing Group) sequencialmente. Contamos que a escassez continue por vários trimestres, mas que se fará sentir mais no terceiro trimestre”.

A Intel está a priorizar a produção de processadores mais potentes para utilização em data centers porque é aí que estão os grandes lucros e, claro, também devido aos contratos e respetivas obrigações associadas. É uma estratégia lógica por parte da Intel, obviamente. Esta não é uma situação nova para a empresa, visto que quando esteve sujeita anteriormente a problemas de escassez de material, os processadores de baixo custo foram sacrificados em prol dos modelos topo de gama.

O problema atual parece estar relacionado com o fornecimento de substratos que compõe a camada base do processador, em específico, substratos Ajinomoto ABF. Sem este material, a Intel fica limitada no que diz respeito ao número de processadores que consegue produzir, mesmo tendo investido internamento em formas de aumentar a sua autossuficiência. Independentemente deste esforço, não é suficiente para mitigar a escassez até ao final do ano.

Davis acrescentou: “fizemos um excelente trabalho ao consumir muitos dos nossos substratos, muitos dos quais acreditamos que estariam disponíveis no terceiro trimestre. Neste trimestre verificamos que tínhamos em mãos um verdadeiro desafio de fornecimento. Estamos a fazer tudo o que podemos para ajudar os nossos fornecedores de substratos a aumentar o fornecimento no quarto trimestre, incluído terminar parte da sua produção nas nossas próprias instalações”.

As notícias sobre falta de disponibilidade de componentes e produtos eletrónicos já não são novidade nesta altura do ano e o caso da Intel é apenas mais um problema para os consumidores no meio de tantos outros. Neste caso em particular, convém relembrar que a Intel prepara-se para lançar a próxima geração de CPUs Alder Lake no final de 2021, ou seja, no quarto trimestre. Se esta nova série de CPUs for ao encontro das expectativas, espera-se um nível de procura elevado e, considerando a situação de escassez, é provável que tenhamos de enfrentar falta de stock, scalpers a varrer as poucas unidades que chegam às lojas, e um aumento dos preços como consequência.

ARTIGOS RECENTES

Contas Microsoft Dispensam Passwords

Em alternativa, é possível agora utilizar a app Microsoft Authenticator, Windows Hello, chave de segurança ou código de verificação.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *