Por Que Encontras Algumas Placas Gráficas Apenas nos Computadores PCDIGA Gaming?

Escassez de Componentes

Não é novidade para ninguém a enorme escassez de componentes que o mercado atravessa atualmente. Para a comunidade gaming, o maior flagelo que deriva desta situação diz respeito à pouca disponibilidade de stock de placas gráficas e é sobre este componente em particular que te vamos falar aqui.

Como temos vindo a explicar ao longo dos últimos meses aqui no blog, a escassez de componentes resulta, principalmente, da situação sem procedentes causada pela pandemia Covid-19. Várias fábricas viram-se forçadas a encerrar e, naturalmente, isto trouxe consequências incontornáveis no fornecimento de todo o tipo de chips e semi-condutores que são utilizados pelas marcas para produzirem os seus dispositivos, como placas gráficas, claro, smartphones, tablets, smartwatches, monitores, entre muitos outros.

Esta escassez na origem causou quase de imediato um aumento dos preços de revenda, ou seja, os produtos chegam ao retalho já com preços superiores aos que encontrávamos em períodos normais.

O fosso entre a procura e a oferta de componentes eletrónicos tornou-se cada vez maior com o passar dos meses, mas a situação tornou-se mais problemática ainda com as consequências da nossa adaptação à pandemia.

Adaptação à Nova Realidade

A pandemia obrigou-nos também a adaptar a uma nova realidade e a alterar os nossos hábitos. Com o confinamento forçado, vimo-nos obrigados a passar mais tempo em casa, a trabalhar, a estudar e, claro, mais tempo livre para preencher. Com isto, tivemos que recorrer a cada vez mais a tecnologia para interagir com um mundo que se encontrava (e ainda encontra) dentro de portas. Mais pessoas tiveram a necessidade de adquirir material informático para se adaptarem à nova realidade. A procura por portáteis disparou, as impressoras esgotaram assim que se tornou obrigatório o ensino à distância e a procura por consolas e máquinas gaming atingiu níveis sem precedentes.

Um Problema Nunca Vem Só

Além do aumento da procura por componentes para montar máquinas gaming, e não só, a procura por placas gráficas, em específico, ultrapassou todas as expectativas em consequência do aumento exponencial da mineração de criptomoedas que depende muito deste componente. As séries mais recentes oferecem uma capacidade bastante superior de mineração relativamente às séries anteriores, pelo que a sua procura para este fim é realmente agressiva.

A situação é grave, mas ainda há mais.

Para piorar ainda mais a situação, há outro flagelo que assola o mercado, que são chamados de scalpers. Basicamente são pessoas que, neste caso, escavam a internet em busca de stock, compram e esgotam dispositivos com muita procura, como acontece com as placas gráficas, e posteriormente colocam à venda por preços exorbitantes.

Muitos destes scalpers utilizam bots, pequenos programas informáticos, criados para vasculhar a internet e efetuar compras de forma totalmente automática e autónoma. Um ser humano tem poucas hipóteses de vencer um bot destes.

Medidas de Proteção da Comunidade PCDIGA

Todas estas artimanhas estão a forçar os retalhistas a adotar estratégias e medidas para proteger os seus clientes que querem simplesmente comprar componentes para montar o seu computador.

A PCDIGA decidiu agir de forma a reduzir esta especulação crescente em torno das placas gráficas, em particular.
Na forma tradicional de comercialização de gráficas, estávamos a permitir que scalpers, bots, e especuladores continuassem a ser beneficiados, o que resulta apenas em injustiça e num sentimento de revolta na enorme comunidade PCDIGA. Procuramos limitar o número de unidades por cliente, mas isso é facilmente contornado, por isso, outras medidas mais rígida são necessárias impor.

A PCDIGA opta, assim, por englobar nas suas máquinas pré-montadas as poucas placas gráficas que nos chegam. Desta forma, evitamos que sejam adquiridas para fins especulativos.

Poderá não ser a solução que todos gostaríamos de ver, mas seria bem pior não fazer nada e permitir que este flagelo continue a aproveitar-se do consumidor comum. Gostávamos que não fosse assim, no entanto, é a única e melhor forma de protegermos e darmos prioridade à nossa comunidade de seguidores.

Agradecemos a compreensão de todos com a esperança de que tudo volte à normalidade o mais rapidamente possível.

Até lá, segue o nosso blog onde te colocaremos a par de tudo o que se passa no mundo informático, gaming, e muito mais.

ARTIGOS RECENTES

Xiaomi Sugere Nova Mi TV OLED

A Xiaomi tem abordado a possibilidade de estar a desenvolver um novo modelo de Mi TV, desta vez com ecrã OLED. Não foram partilhados quaisquer detalhes, mas um utilizador (tipster) sugere que pode tratar-se da próxima geração de televisores OLED. 

Os Novos Recursos Que Chegam Com o iOS 15

Ainda há relativamente pouco tempo foi anunciado o iOS 14.5, que trouxe várias novidades, e a Apple já anunciou nova versão do seu sistema operativo móvel, o iOS 15.

Kingston Substitui HyperX Por Fury

Depois da HP ter adquirido a HyperX (a divisão de periféricos gaming), a Kingston, que manteve posse da divisão de memórias, altera o nome da HyperX para Fury.

1 thought on “Por Que Encontras Algumas Placas Gráficas Apenas nos Computadores PCDIGA Gaming?”

  1. È realmente uma situação complicada. No entanto acho que é possível vender placas gráficas em separado com um sistema de fila. Um utilizador inscreve-se na fila, coloca a sua identidade real, CC, NIF e após verificação da identidade era vendido o produto com limite de uma unidade. Os Scalpers no máximo dos máximos metiam a identificação de um amigo ou outro para ir buscar mais unidades, mas ia ser pontual, e os BOTS não iam resultar, pois BOTS não tem CC, nem NIF 😉 .

    Claro que isto “dá trabalho” e era necessário a alocação de recursos a este procedimento por parte das Lojas. No entanto, se formos a ver que as gráficas estão a ser vendidas com preço superior ao decretado pelos fabricantes, acaba por ser ela por ela.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *