Nvidia Informa Que o Seu Inventário de GPUs Está Praticamente Normalizado

Isto sucede numa fase em que a procura por hardware de mineração de criptomoedas abrandou.

Noutro sinal de que a escassez de GPU diminuiu, a Nvidia reporta que os inventários de produtos da empresa estão quase de volta ao normal.

Colette Kress, CFO da empresa, afirmou numa chamada de rendimentos na quarta-feira: “o inventário quase normalizou e esperamos que se mantenha em torno destes níveis no segundo trimestre (fiscal)”.

A melhoria dos inventários ocorre com os investimentos em curso na Nvidia para aumentar a sua capacidade de fabrico. As placas gráficas para PC da empresa são agora muito mais fáceis de encontrar em stock nos grandes retalhistas, embora o preço do produto ainda possa ser ainda mais elevado do que se gostaria.

Além disso, o valor de muitas criptomoedas, assim como o mercado em geral, tem baixado nas últimas semanas, o que provavelmente leva a uma diminuição da procura de GPUs para a mineração destes ativos.

No que diz respeito à Nvidia, a empresa está a indicar que as suas próprias GPUs dedicadas à mineração de criptomoedas, apelidadas de CMP, estão a atrair poucos clientes. Durante o primeiro trimestre fiscal – que terminou no dia 1 de Maio antes da mais recente queda no mercado – Kress disse que as receitas do negócio do sector de CMPs eram “nominais” em comparação com os 155 milhões de dólares de há um ano atrás.

Um factor que também pode estar a diminuir a procura de GPUs entre os mineradores é a transição do Ethereum para a Proof of Stake, que está programada para ocorrer logo a partir de Agosto. Uma vez concluída esta transição, Ethereum deixará de depender da mineração baseada em GPU para manter a sua blockchain.

Na sua abordagem aos investidores, Kress observou: “a volatilidade no mercado da criptomoedas – tal como as recentes descidas nos seus preços ou alterações no método de verificação de transacções, incluindo Proof of Work ou Proof of Stake – pode ter impacto na procura dos nossos produtos”.

Apesar da queda da procura por hardware de mineração de criptomoedas, os gamers de PC continuam a comprar GPUs da empresa. Durante o primeiro trimestre fiscal, o sector de jogos da Nvidia registou um rendimento recorde de 3,6 mil milhões de dólares, em comparação com 31% há um ano.

No entanto, no segundo trimestre fiscal, que terminará em finais de julho, a empresa prevê perder 500 milhões de dólares em vendas devido ao confinamento COVID-19 na China, que afeta a oferta e a procura no país, e à decisão da Nvidia de suspender todas as vendas à Rússia. A empresa planeia então lançar a próxima geração de produtos GPU durante o segundo semestre deste ano.

ARTIGOS RECENTES

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *