TSMC Aumenta Investimento em 44 Mil Milhões de Dólares Para Impulsionar Produção de Chips em 2022

Apesar deste aumento de investimento, A TSMC, um dos maiores fabricantes de chips do mundo, mantém a previsão de escassez de produção para 2022.

Continuamos a acompanhar de perto as notícias sobre a produção de chips. Estes componentes são de extrema importância para o mercado que envolve todos os dispositivos eletrónicos, desde placas gráficas a automóveis, que utilizam cada vez mais eletrónica, e, consequentemente, para nós, os consumidores. 

A escassez de chips afeta o mercado desde final de 2020 e tem causado indisponibilidade de stock de praticamente todos os produtos que necessitam destes componentes para a sua produção. Consequentemente, vimos os preços disparar e a atingir valores absurdos.

A TSMC adotou medidas no ano passado para tentar colmatar esta escassez o mais rapidamente possível, mas os resultados levam o seu tempo a surgir. A procura por chips continua a aumentar dado que há cada vez mais exigência e necessidade por parte dos fabricantes e as soluções apresentadas no ano passado poderão não ser suficientes. Assim, a empresa, que produz chips para a Apple, AMD, entre muitas outras grandes marcas, acrescentou 44 mil milhões de dólares ao seu investimento dedicado a aumentar a produção de chips.

Este investimento vem no seguimento de um recordo de 30,4 mil milhões de dólares investidos em 2021 e 17,2 mil milhões em 2020. O investimento deste ano será focado na produção de mais recentes tecnologias de design de chips para smartphones e processadores para PCs. Wendell Huang, CFO da TSMC referiu numa reunião com acionistas que  “entre 70 e 80% do orçamento de capital será alocado para tecnologias de processo avançadas, incluindo 2 nanómetros, 3 nm, 5 nm e 7 nm”.

Ainda assim, apesar deste aumento de investimento, a TSMC refere que a sua capacidade de produção permaneça escassa durante 2022. CC Wei, o CEO da empresa acrescentou que “embora o desequilíbrio de curto prazo possa ou não persistir, continuamos a observar o aumento estrutural na procura de semicondutores a longo prazo”, o que vai ao encontramos do que referimos acima.

Wei referiu ainda que a TSMC enfrenta também um problema relativo a custos de produção. Em agosto de 2021 a empresa notificou os seus clientes que iria aumentar os preços dos chips em 20% para ajudar a financiar o investimento no aumento da capacidade de produção. Em conclusão, Wei disse que a TSMC continua a trabalhar para reduzir estes custos e que “a estratégia de preços da TSMC permanecerá estratégica, não oportunista, para refletir a nossa criação de valor”.

Grande parte da produção da TSMC será dedicada aos novos processadores de iPhones, MacBooks, CPUs e placas gráficas da AMD. A acrescentar a esta lista, a Intel será, certamente, um dos maiores clientes com a necessidade acrescida de chips de 6nm para a sua nova marca de placas gráficas, Arc. Além da Intel, há rumores de que a Nvidia irá também recorrer à TSMC para produzir a próxima geração de placas gráficas RTX 4000 que deverão ser lançadas no final deste ano.

ARTIGOS RECENTES

Design de iPhone 14 Pro Max Revelado em Maquete

A apenas cerca de quatro meses do lançamento do iPhone 14, as notícias sobre a nova série de iPhones surgem diariamente e aumentam o nível de antecipação e entusiasmo dos fãs da Apple. O YouTuber Unbox Therapy revelou uma maquete CAD de um iPhone 14 Pro Max.

Nothing Anuncia Parceria com a PCDIGA

Nothing phone mais próximo de lançar com parceiros-chave no Reino Unido, Europa e Índia. A empresa de tecnologia de consumo Nothing confirmou hoje a

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *